Follow by Email

sábado, 22 de agosto de 2009

Sonho de criança

Sonho de criança

Cristina Arraes Moreira*

Quando criança sentia

Quão diferentes eram os caminhos,

Sem entender, observava

E uma tênue sombra me cobria.

Por que haveria de existir

Crianças sem o afeto materno,

Idosos cujas histórias negava,

A correria da vida diária?

E eu, em meus pensamentos,

Sonhava com a justiça divina,

Olhava para o céu e pedia

Por aqueles que nem mais pediam.

Cresci, mas meu coração,

Por vezes se esconde no canto,

Da inocência juvenil,

Que pode tudo curar.

As pedras do meu caminho

Machucam os pés e eu choro,

Mas sinto que outros no mundo

Sofrem bem mais do que eu.

Quisera então abraçar,

A todos poder consolar,

E num grito de emoção,

A paz poder ofertar.

espaços da autora -www.cristinaarraesmoreira.com.br e http://cristinaarraesmoreira.blogspot.com

2 comentários:

  1. querida Cristina que prazer tê-la no Contemporaneas .

    O de tua Poesia e a sensibilidade com que discorrres sobre emociona . O afeto primeiro indispensável, cruscial marca para todo sempre.
    abraços de carinho e admiração

    ResponderExcluir
  2. Que bom te encontrar aqui também Cristina querida!
    Grata pela linda poesia!
    Delicados versos carregando fortes sentimentos
    mostrando-nos a generozidade do teu coração
    Parabéns!

    beijos carinhosos mais admiração
    da Eliana

    ResponderExcluir

comentários são bem vindos, grata!