Follow by Email

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Poeta é o Mar

Poeta é o Mar
Eliana f.v. - Li Andorinha

No colorido que o sol murmura ao adormecer
Ouço atenta... o que o oceano quer dizer...
Alada! Ponho-me em suas ondas a sonhar
Com a emoção desaguando em meu olhar

Diluída no afago encantado das espumas
Efêmeras são as crenças tidas como certas
Pois intensa é a fragilidade que me sustenta
Quando sei que é o cosmo que me abriga

Imersa nesse caos que a inspiração faz existir
Renasço em poesia no aconchego do horizonte
Ousando crer que o céu abraçou o mar por mim

Nessa perfeita conexão do universo e meus instintos
Fértil é a sensação de ternura em todo meu ser
Poeta é o mar... Que se faz doce amar em meu espírito