Follow by Email

quarta-feira, 28 de abril de 2010

A filosofia do ser e a filosofia do extra-ser – Platão, Aristóteles e os Estoicos

Aula de 19/05/1994 – A filosofia do ser e a filosofia do extra-ser – Platão, Aristóteles e os estoicos

Cl: A vida organiza, é centro. Ela centrifica! Todo ser vivo ele vê. Vê é uma palavra falsa, ele percebe. Pode perceber acusticamente, sonoramente, seja lá como for, ele percebe essas imagens segundo ele.


Agora, uma vez acabada a vida, o que acontece? O caos retorna!
....

Um pintor austríaco, chamado Paul Klee, se coloca como um artista que ao invés de centrar a sua visão do mundo em cima da sua percepção ele quer apreender o mundo segundo o que ele chama de PONTO GRIS. (Marquem esse nome).

Ponto gris é um nome meio português meio espanhol meio francês… Como o Paul Klee é austríaco, seria diferente.

Ponto gris. É como se ele apreendesse o caos. Ou seja, pra ele o artista não apreende (vou usar a Cacau) uma matéria formalizada. Porque a percepção só apreende matéria formalizada, só apreende imagens formalizadas. O Paul Klee apreenderia o que ele está chamando de ponto gris. O ponto gris é uma matéria caótica.
...
http://claudioulpiano.org.br.s87743.gridserver.com/?p=2450