Follow by Email

segunda-feira, 29 de março de 2010

Passagem -



Passagem

* virgínia além mar

da morte ao renascimento
do interior ao exterior
do velho ao novo...
de bulbo à flor...

que venham as primaveras
do outro emisfério ao nosso
em todas manhãs uma pequena
simbólica páscoa se faça

nas noites de lua cheia
no círculo mágico
o lirismo permaneça
veja-se uma lebre
uma lenda
e a esperança de recomeços

também nos ovos, nos cestos,
nas mãos que tecem
e doçuras confessam

ora um pão asmo
ora um bolo de chocolates
um laço colorido
um suéter...
um poema e ou
uma canção ingênua

qualquer seja um motivo
de oferecer caridade
afeto e leal amizade

Feliz Páscoa !

domingo, 21 de março de 2010

POESIA -


POESIA


* virgínia além mar


Poesia é voz que pinta
Contorno no olhar
som que esculpe
sorriso no poente
e borda lágrimas
no suor das calçadas

Poesia é palavra alada
som que se desdobra em dança
forjando ramalhe entre espinhos

Poesia é palavra que aspira da maresia
o sal e o coloca em frascos púrpuras
a temperar essenciais momentos...


Poesia suga dos vegetais
o mais doce e amaro perfume
que se derrama no colo dos amantes

Poesia é verbo
e também a mais casta rima
que desperta cálidas lembranças
do que ainda não se viveu...

Poesia é arte além do pensamento
é martelo, pincel, assovio, mármore
brasa, anel de quatro elementos...

Poesia, sagrada e profana
cria oceanos em desertos
é mais que areia e mel...

sábado, 13 de março de 2010

carpe diem ...bom sábado !





momentos

* virgínia além mar - março 2010-

na tarde cinza
Paineira rosa está
outono chega

pingente d´ água
no ramo de salgueiro
choveu à tarde

balançam galhos
assovios denunciam
o recolher d´ aves ...

boseja moça
ao hálito da noite
abre seus braços
&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Tu ne quaesieris, scire nefas, quem mihi, quem tibifinem di dederint, Leuconoe, nec Babyloniostemptaris numeros. ut melius, quidquid erit, pati.seu pluris hiemes seu tribuit Iuppiter ultimam,quae nunc oppositis debilitat pumicibus mareTyrrhenum: sapias, vina liques et spatio brevispem longam reseces. dum loquimur, fugerit invidaaetas: carpe diem quam minimum credula postero.
Horácio (poeta romano 65 - 8 AC ) in - Odes (I,, 11.8)


Tradução- Tu não procures - não é lícito saber - qual sorte a mim qual a ti os deuses tenham dado, Leuconoe, e as cabalas babiloneses não investigues. Quão melhor é viver aquilo que será, sejam muitos os invernos que Júpiter te atribuiu,
ou seja o último este, que contra a rocha extenua o Tirreno: sê sábia, filtra o vinho e encurta a esperança, pois a vida é breve. Enquanto falamos, terá fugido
ávido o tempo: Colhe o instante, sem confiar no a
manhã.

domingo, 7 de março de 2010

Mulher -


Dia 08 de março de 1908, mais de 14 mil mulheres marcharam nas ruas de Nova Iorque: reivindicaram o mesmo que as operárias no ano de 1857, (greve por redução de carga horária na época), bem como o direito de voto.
Caminhavam com o slogan "Pão e Rosas", em que o pão simbolizava a estabilidade econômica e as rosas uma melhor qualidade de vida .
Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, comemorar o 8 de Março como
"Dia Internacional da Mulher". Virgínia F. de Além Mar 26/11/2004

MULHER -
* virgínia além mar

Complexa condição
Ser mulher em qualquer situação...

Se frágil e doce em demasia
Confunde tanto quanto ao mostra-se
vigorosa e inteligente ...

Em se tratando de defender suas crias
Inigualável, ferina...

Como vive apaixonada
Por lutas, das dores esquece

Trabalha como formiga
Criativa enfrenta desafios com coragem

Determinada encontra sempre saídas
Até onde a rigidez desiste
Pois esta vê apenas paredes

Mulher constrói pontes e
Dá tom de graça
Pondo Poesia à mesmice

Nascer mulher não basta
Para sê-lo, a biologia não garante

É preciso conquistar
Assumir a feminilidade anímica
A beleza da diferença
Que aquece equilibra
E fortalece...

Mulher só quando madura compreende
Que os homens a amam e admiram
e também a temem pois sabem
que intimamente dela também necessitam;

Precisam de sua graça, força,
Fraqueza, pressa, inconstância,
inquietude...
Assim a perseguem para aprender
seu próprio místico andar feminino...

E, almejam beber de sua taça
Tentando decifrar o mistério da condição humana...

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&
Portal VMD
ilustração - Shirin Neshat lMahdokht- 2004
“Women Without Men”- Cultural Olympiad
&

EDIÇÃO ESPECIAL - 8 de março – Dia Internacional da Mulher
Seleção de homenagens postadas no Café Filosófico ´Das Quatro´ e Sociedade dos Pássaros-Poetas

Autores: Virgínia Fulber, Benvinda Palma, Gilberto Maha, Paulo Magalhães, Antonio Carlos Rocha, Paulo Ednilson, Arlete Castro, Christina Magalhães Herrmann, Aurea Charpinel e Luciano Dionísio.

A equipe da Coluna e comunidade Orkultural parabeniza a todas as mulheres do nosso planeta!

quinta-feira, 4 de março de 2010

Filha das águas ...

Filha das águas ...

* virgínia além mar


Tendo-a visto surgir no leste
Imensa, ousada também ousei
Desci do apartamento, peguei a avenida
e rumei em sua direção
quanto mais os ruídos da rua
mesclavam com os da noite próxima
mais meus passos apressavam-se
enquanto ela ia ganhando as alturas
face a face nós comungamos
a velocidade dos automóveis
o sabor dos grilos no resto de verão
o aroma de goiabeiras e acácias...

como deixá-la só na rua ?
acompanhei sua jornada sorridente
até que bastante alta e salva de toda palavra
e ruído estava

em frente à frondosa árvore sentei-me
e ela bonita agora mostrando-se alva
deixou cair entre meus olhos um cristal
de som limpíssimo
um silencio veio acompanhado pelo doce
canto das águas...

quero crer que ela também é filha das
marés e de todas águas mãe -irmã
místico corpo, fragmento de Gaia a viajar
solitária e nua !

bem mais que desprotegida ou soberana
pois , mexe com nossa imaginação!

à seus pés nos faz crianças cheias de espanto !

não foi fácil dar as costas a tamanha visage
mas o fiz já sem pesar
pois a Lua tanto quanto as gentes de meu peito
estavam por mais um tempo a salvo
o que ficou para traz se perdeu de minha mente
e novas foram todas as estrelas que iluminaram
meu retorno ao lar...
* NH 28 fev 2010 - Lua Cheia
imagem internet - muito próxima a visão que tive da Lua neste final de tarde , incluindo os altos prédios.