Follow by Email

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

EBook+Lento+Retrato+


Embora virtualmente e talvez por isso mesmo tive a impressão nítida que sempre a conhecera tal a profundeza de suas palavras embora a sentisse por vezes tensa. Depois soube que ela passava por um momento difícil e como eu sentia falta de minha cidade natal e ela também amava o mar a nossa conversa se desenvolveu por longos meses e para dizer a verdade continua até hoje com a mesma veemência. Sentíamos saudades, nostalgia e ao mesmo tempo a sensação que éramos amigas de infância e que a natureza, a vida e o universo exercia sobre nós duas a mesma atração. (...)" - (Continua na apresentação do ebook "Lento Retrato". (Vânia Moreira Diniz)-DOWNLOAD GRATUITO www.ebooks.avbl.com.br/biblioteca3/virginiafulber.htm
Divulgação em:

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Presente ...Poesia da querida Poeta Virgínia F. além mar


amigo meu querido amigo...amigo é janela de frente para o mar


Ser-estar presente

é o melhor presentear

como acalentar amor - amizade

entre os flocos do luar

como calçar os velhos sapatos da inocência...

é horizonte que nos convida a navegar

virgínia além mar



Penso noventa e nove vezes e nada descubro; deixo de pensar, mergulho em profundo silêncio e eis que a verdade se me revela." Albert Einstein

para ler mais um pouco dessa Poetinha Jardineira é só clicar aqui

*Poesia da querida Poeta Virgínia F. além mar

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

VALOR


ALBERT EISTEIN -

...Não tentes ser bem sucedido, tenta antes ser um homem de valor...


...Quando não há nada de especial para ocupar meus pensamentos, gosto de reconstruir teoremas de física e matemática que já são de meu conhecimento. Não há qualquer propósito nisso, senão o da mera gratificação de ocupar meu cérebro raciocinando.




...Se não fosse físico, acho que seria músico. Eu penso em termos de músicas. Vejo minha vida em termos de música.


...somente há dois infinitos: o universo e a estupidez; e não estou seguro do primeiro... esta última citada por Leonardo Boff in artigo 30 11 09




imagem - wikipédia