Follow by Email

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Natureza & Inocência -Referência à AVSPE em evento A Natureza em Versos




Houve um tempo ruim, muito ruim mesmo, a aridez de sentimentos conheci, faz muito tempo mais de três décadas... Houve outros , mas sem dúvida aquele foi o pior de todos o que levou-me a recordá-lo hoje, foram as palavras da Poeta e amiga Efigenia Coutinho, Presidente Fundadora da AVSPE, palavras recebidas por E Mail , em agradecimento às mensagens postadas no Livro de Visitas da sua Academia literária -Tenho certeza, de todas as virtudes, e são muitas, existe uma que me é muito familiar, a PUREZA- Efigênia Coutinho-
Que bela maneira de reencontrar o singelo sinônimo para inocência - Pureza!
Foi então que reportei-me aos tempos tão ruins pois foi pela pureza de coração que roguei junto à mãe natureza, dirigindo-me à ela e assim ao Eterno, que tudo conhece pois está além do Tempo, talvez por ser o Próprio.
Só um coração puro (apto à respiração ampla) é capaz de acreditar na humanidade pois transforma a mente, otimiza , oxigena e permite esquecer o mal recebido por ignorância ( medo, neuroses... Sobre a origem das neuroses de angústia podem ler meu artigo na rede aqui.) .
Estar saudável é ser capaz de perdoar, deixa passar e seguir em frente na esperança de que mudanças acontecem e que todos caminhamos em direção à evolução e, que o contato íntimo com as crianças podem devolver-nos as sensações primeiras através de seu sorriso , sua respiração ampla, seu bocejo natural, a luta de seus corpos para livrar-se do mal, choram, ainda o podem! E, logo após ao choro estão aptas à novidade...
Coração Puro, portam-no os de quem ainda não conhecem o mal e seguem adiante pois projetam em torno de si a pureza que possuem e desta forma mudam a realidade não somente a sua mas a paisagem em torno de si - do que um corpo é capaz ! A pureza nos faz crer que a escuridão é apenas ausência de luz ...Recordo a mensagem do Sábio messias , talvez o único Cristão! Este em sua lucidez disse que somente os puros de coração conheceriam o reino dos céus( alegria?) e, que este reino pertence às crianças. (inocência- esquecimento- fé esperança !) Jesus de nazaré foi mal compreendido e, sobre sua mensagem amorosa e acolhedora ergueram-se juízos e torres inversas às pontes ...Novamente recorro à citação Zen- É preciso tronar-se homem para entender as palavras... Traduzindo é preciso torna-se Pessoa para compreender o sentido das palavras, despojar-se de excessiva racionalidade , seres humanos nem sempre são pessoas, pois possuem a capacidade de tornam-se, com o passar do tempo, semelhantes às coisas que produzem...

A parte criança livre em nós é naturalmente aberta à novidade , afinal nascer é estar em um novo mundo e sem desejo de nele incerir-se e adaptar-se seria impossível sobreviver... Criança no bom sentido do termo é aberta ao encanto e, busca pelo melhor. quem escolheria, em sã consciência, um mal a um bem ...? Lembrou-nos Espinosa na sua Ética. E o filósofo Nietzsche , em sua obra a Genealogia da Moral , expõe uma psicologia do cristianismo, onde é realizada uma análise do surgimento do espírito de ressentimento contra dos valores naturais e nobres. Tal análise é um primeiro passo para a transvaloração de todos os valores; Culpa, má consciência e afins: nele encontra-se uma psicologia da consciência. O ateísmo consiste em não possuir dívidas com os deuses: uma segunda inocência !

Mas por que tamanha apologia à inocência – pureza ?
Porque um corpo (peito- coração) enfermo( fechado), rígido lembra-nos mórbidez, guarda ressentimentos, não encontra-se puro, impregnado de mucosas passadas, retém palavras, expressões e impressões de vida ,assim como reteve choro e riso, aprisionou a vida. O que não circula putre-fica . Em contato com corpos em tais circustâncias estamos expostos à contaminação, são péssimos encontros dos quais só pessoas que possuem em si próprias uma quantidade excedente de energia livre, sábias( saudáveis) conseguem perceber e libertar-se, distanciar-se e reabastecer-se de fontes inesgotáveis que encontramos na natureza. Bom salientar que corpos, que estão aprisionados são vampirescos e tendem a grudar, tem dificuldade de largar. Reparem como algumas pessoas não conseguem abrir-se aos encontros fecham-se em pequenos círculos de amizade ou mesmo numa relação amorosa (?), ou a algum membro da família, numa postura nada semelhante a das crianças que logo após desmamarem anseiam por novas fontes de energia, são dinâmicas e, se deixarmos a porta aberta pegam a estrada e vão adiante conquistando o mundo, lançando-se aos devires...

Em meu Poema R E L I G A R , que integra o magno Evento da AVSPE 2009 -A Natureza em Versos, que também está publicado no VMD em minha Coluna , dedicado ao meu filho , faço referencia ao esquecimento necessário - (...) O ar limpa minha pele, o calor do sol /lava minha alma... /Então estou plena de mim estando entre e /nada mais é importante... /Esqueço-me um pouco, esqueço do que quero e por ventura quis /e do que esqueci de esquecer... ,

Alonguei-me demasiadamente e vos peço desculpas pois esta crônica principalmente trata-se de um agradecimento à vida seus enigmas com reverência às Poetas e fabulosas amigas Efigênia Coutinho , Vânia MDiniz, Eliana de Faro Valença -Poeta Princesa das Andorinhas e, à eterna Juliana Alles de Camargo e Souza, amiga dos tempos de colégio( cursamos juntas o Magistério) doutora em letras que ainda sabe ler com o coração e resguarda um olhar pungente.
Contudo o agradecimento estende-se à todos que de alguma forma acreditam e estão em busca de sua segunda inocência...
Para finalizar deixo a sentença do filósofo Gilles Deleuze;
-... a existência é culpada ou inocente? Então Dionísio encontrou sua verdade múltipla, a inocência, a inocência da pluralidade, a inocência do devir e de tudo que é....A inocência é o jogo da existência, da força e da vontade. A existência afirmada e apreciada, a força não separada, a vontade não desdobrada, esta é a primeira aproximação da existência...

Um comentário:

  1. Que privilegio é poder te ler Virgínia e ainda chama-la de minha Amiga-irmã!
    Mereces todos os elogios e reconhecimento... de verdade Vi, como é bom sentir tua poesia
    "Religar" que ofereceu para teu lindo Jo(na Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores-AVBL) é Magnífica e endosso o que a juliana escreveu e digo mais...ela Embriaga a alma que dança na mais pura alegria pois sabe bem o alcance das tuas palavras
    Parabéns e Grata Eternamente por teu rico compartilhar!

    ETERNAMENTE AGRADECIDA por tua presença em meu ALEGRE viver...
    Tua amizade é de uma riqueza sem medidas... e muito do que escrevo hoje é mérito do teu incansável incentivo...Aprendi e continuo Aprendendo muito com você minha Amiga irmã

    Parabéns pelo seu dia professorinha que Adoro!

    beijinhos em chuva de estrelinhas coloridas da Li que te Admira muitão mesmo

    Parabéns para tua amiga professora Juliana

    ResponderExcluir

comentários são bem vindos, grata!