Follow by Email

quinta-feira, 7 de junho de 2012

'caminhos" dicas



Pois é ..."Stanno Tutti Bene...!?"
Stanno Tutti Bene,(1990) filme dirigido por Giuseppe Tornatore (de Cinema Paradiso) ; O protagonista - Marcello Mastroianni  cujo desamparo  retrata  a mais intensa  crueza da vida. 
Um filme que indico ser assistido tratando-se do original, visto haver uma nova  versão; americana...
 Lembrei-me dele hoje ao ouvir uma história familiar mto. comum.
Um pouco sobre o filme :
Matteo Scuro (Marcello Mastroianni),aposentado  apreciador de ópera desde a infância tinha um sonho de viajar pelo mundo.  Anualmente os filhos de Matteo vinham de diversas regiões da Itália para vê-lo por ocasião de seu aniversário. Entretanto neste ano em que se passa a estória todos seus cancelaram a visita. Surge então a oportunidade de Matteo viajar...ao encontro dos seus . A excitante aventura transforma-se  surpreendente por desencontros e descobrimento de quão pouco abia sobre seus filhos e suas realidades.
Elenco: Marcello Mastroianni ... Matteo Scuro -Michèle Morgan ... Mulher no trem -Valeria Cavalli ... Tosca -Marino Cenna ... Canio-Norma Martelli ...Norma-Roberto Nobile ... Guglielmo-Salvatore Cascio ... Alvaro criança
Antonella Attili ... Mãe de Matteo-Ennio Morricone ... Condutor
Fabio Iellini ... Antonello
  postei no http://www.facebook.com/pages/Stanno-Tutti-Bene-Estamos-Todos-Bem/254358261243604

Outra dica é o trecho  do primoroso Texto


"...A gente não precisa de certezas estáticas. A gente precisa é aprender a manha de saber se reinventar. De se tornar manhã novíssima depois de cada longa noite escura. De duvidar até acreditar com o coração isento das crenças alheias. A gente precisa é saber criar espaço, não importa o tamanho dos apertos. A gente precisa é de um olhar fresco, que não envelhece, apesar de tudo o que já viu. É de um amor que não enruga, apesar das memórias todas na pele da alma. A gente precisa é deixar de ser sobrevivente para, finalmente, viver. A gente precisa mesmo é aprender a ser feliz a partir do único lugar onde a felicidade pode começar, florir, esparramar seus ramos, compartilhar seus frutos.

Tudo o que eu vivi me trouxe até aqui e sou grata a tudo, invariavelmente. Curvo meu coração em reverência a todos os mestres, espalhados pelos meus caminhos todos, vestidos de tantos jeitos, algumas vezes disfarçados de dor.

Eu mudei muito nos últimos anos, mais até do que já consigo notar, mas ainda não passei a acreditar em acaso." 

* Ana Cláudia Saldanha Jácomo- Rio de Janeiro- 23 de dezembro de 2011.Seu primeiro livro, "Parto de Mim", foi uma produção independente

###################################################

"Crescer custa, demora, esfola, mas compensa.
É uma vitória secreta, sem testemunhas.
O adversário somos nós mesmos." Martha Medeiros-
 ilustração Escultura  " Camille" de A. Rodin

afetuosamente, virgínia vicamf
   vicamf@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários são bem vindos, grata!