Follow by Email

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Imersão Cósmica

Imersão Cósmica
Eliana f.v. – Li Andorinha

Numa amnésia voluntária
deixo ir toda rigidez estrutural
E tudo o que foi dito...
do jeito humano de ser

Sou fruto da poeira cósmica
com estilhaços da magia

Murmurando silêncios
em ondas magnéticas
de franca alegria

Absorvendo todo esplendor
que um sorriso pode ter

Meu olhar... É só delírio...
do luar que se esparrama
na palma da minha mão

Impregnada dessa luz
viro brincadeira de pirilampos
Espalhando estrelas no chão

Um comentário:

  1. Eliana minha doce Poeta Andorinha que beleza de Poesia , puro lirismo , parabéns e muito grata por este momento, abraços

    ResponderExcluir

comentários são bem vindos, grata!