Follow by Email

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Vânia & Virgínia Amizade - reciprocidade do cuidado


Vâninha ficou linda a formatação, tens um dom especial , a excelencia de retribuir e multiplicar grãos e ainda continuar a cuidar !
Virginia Além Mar
para Vânia Moreira Diniz


Quem Agradece Sou Eu, querida Virgínia além Mar
Vânia Moreira Diniz

Se a vida fosse sempre assim, este jogo de balões coloridos e perfumados, realmente n. haveriam disputas e sim colaborações, aceitação, compreensão...Continuemos a crer e esperançar pela maturação e entendimento da necessidade de regar, cuidar , proteger , amparar sempre , pois que um amigo é capaz de nos fazer sentir imensamente maior do que somos. Percebe-nos apesar e além de nós mesmos.

2 comentários:

  1. Minhas queridíssimas Amigas Vi e Vâninha!
    Poetas Magníficas que tanto admiro e quero bem!!
    Escrevi estes versos um dia e hoje deixo aqui mais uma vez
    reforçando o que escrevi e mais ainda....pra lá de emocinada
    AGRADEÇO ETERNAMENTE pela maravilhosa e amorosa energia
    com que nos envolve
    A riqueza que se tornou meu viver com suas presenças
    é indescritível!!! Por isso também AGRADEÇO

    beijinhos em revoadas de alegria da Li com AMOR INFINITO
    No Carinho das Almas Irmãs...
    A Virgínia F.além mar e Vânia M. Diniz
    Eliana f.v. – Li Andorinha –

    Vejo-me em asas da harmonia
    meu olhar é de rapina
    mas os sonhos... são de andorinha

    Uma revoada de cumplicidades
    num versejar encantado
    da genuína Arte-Amor-Amizade

    incrustando no viver
    cristais de ternura
    dos encontros emocionais

    onde o aprender é constante
    com a liberdade das diferenças
    fortalecendo a camaradagem
    das almas irmãs

    Oxalá tudo permaneça
    no folhear dos espelhos
    da memória do coração

    ResponderExcluir
  2. Andorinha Poeta
    Eliana amiga do bem viver
    uma imensa alegria receber tua Poesia
    é certo que tua existência nos abastece
    do cuidado também és mestra o que nos alinhava
    na busca e persistência
    sempre bem vinda e linda ( tudo rima quando a infancia penetra as linhas) abraços da tua virgínia

    ResponderExcluir

comentários são bem vindos, grata!